Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Talentos da Escola – Douglas Alves

Minha Historia de Amor

 

(Para Gabrielle Chostak)

Te conheci na escola e la, já se revelou um sentimento que após um certo tempo, tomou conta de mim.

No tempo em questão era um sentimento bobo, um sentimento de criança, você não me dava bola, nunca me deu razão para levar esse pequeno sentimento à frente. Um dia tomei coragem e resolvi ir até sua casa para ver se conseguia, ao menos, um beijo seu. Não consegui. Dias depois seus pais vieram até minha casa tomar satisfação. Perguntaram a mim, porque fui até lá, disse que fui porque gostava de você, e na presença de nossos pais falei que queria te namorar. Seus pais, na hora, já falaram não, porque éramos apenas crianças e que eu poderia te namorar só quando estivéssemos mais velhos…

Três anos se passaram e eu, caminhando com alguns amigos, te encontrei e um deles, sem saber que eu já a conhecia pediu a você se queria ficar com ele. Você não quis, então em um gesto de coragem também lhe pedi o mesmo, você falou que não podia, mas eu insisti e me coloquei a sua frente e ali demos nosso primeiro beijo…

Depois disso não a vi mais…

Meses depois, começaram as aulas. Sabendo que você iria estudar na mesma escola que eu, já fui pensando em você. Ao ver você chegar lá, despertou em mim, aquilo que havia sentido por você tempos atrás. Só que foi diferente: o sentimento veio mais forte, no começo uma paixão, coisa que achei que iria dar e passar, eu estava errado. Por quê? Porque dessa vez não passou. Novamente pedi para ficar com você, novamente você não quis e eu, como não desisto fácil, continuei a tentar e tentar mas não queria mais só um beijo, agora queria o seu amor…

Demorou muito tempo pra conseguir conquistar você, mas mesmo assim não desisti. Confesso que muitas vezes me decepcionei com o que ouvi de você, mais já era tarde, aquele sentimento de criança tinha virado paixão, da paixão se tornou um grande amor, você ainda não querendo ter nada comigo chegou e falou. – Isso não irá acontecer eu gosto de outra pessoa. Foi a primeira vez…

Primeira vez que chorei por você, não chorei de raiva, chorei porque estava triste, chorei por naquele momento ter um amor não correspondido. Depois disso, eu só andava triste sem ânimo pra nada, você acabou percebendo isto, e resolveu me dar essa chance. Ai que aconteceu nosso segundo beijo. Nós dois estávamos com a boca seca, sem saber se seria apenas mais um beijo entre tantos que já havíamos dado.

Depois disso começamos a “ficar”. Não era nada sério, mas pra mim, já estava de bom tamanho. Um dia achei que tudo iria acabar, vi que você não estava tão envolvida nisso quanto eu, então, enquanto me afogava em pranto perguntando a Deus porque não foi como eu quis, um lindo amor entre duas pessoas, mas logo depois, você se deu conta de que havia perdido um grande amor.

Depois de tudo isso, aí começamos a namorar, percebi que ainda você não me amava tanto quanto eu a amo, mas, poucos dias depois, deu-se conta de que era isso o que queria e que estava ao lado da pessoa que ama. Hoje estamos juntos, dois meses e meio de namoro, após esse tempo que estou ao seu lado, vejo que minha vida não teria o mesmo sentido sem você comigo e que não sei… não sei mais viver sem você.

 

 Douglas Alves.

1º ano 03 – Ensino médio integral
EEEB Wanda Krieger Gomes
Professor orientador: Márcio Roberto Goes
Caçador, SC

Seja o/a primeiro/a a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *