Press "Enter" to skip to content

Tag: vermelho

Dias vermelhos

Vermelho: uma cor marcante, primária, cor do sangue, da luta… Para os católicos, mártir e Espírito Santo… para os comunistas, uma bandeira… para os colorados, uma paixão que além do amor pelo Inter, revela uma adversidade com o Grêmio… No semáforo, é sinal de parada, no carro da polícia ou dos bombeiros, a luz rubra vem acompanhada de uma sirene que alerta a população sobre alguma emergência, ou perseguição, além de pedir passagem aos demais motoristas… Quando uma pessoa passa vergonha fica vermelha… Queira ou não queira, o vermelho não é apenas uma cor, mas uma identidade. Representa muito mais que a sensação provoca pela luz nos nossos olhos, é um modo de vida, uma ideologia positiva para alguns, negativa para outros.
 Quando a mulher está completando seu ciclo menstrual, diz-se que ela está “naqueles dias”, ou nos “dias vermelhos”… Neste caso, o rubro indica que não aconteceu o milagre da vida, ou seja, o óvulo não foi fecundado, por isso o organismo reage “vermelhamente”, como protesto contra a infecundidade… Ainda bem que procede assim, já pensou se todo óvulo fosse fecundado? Não haveria espaço para tanta gente neste pequeno planeta já castigado pelo aquecimento global, apesar de ser inocente…
 Tive meu primeiro sobrinho, no auge dos meus nove anos, até os quatorze, vivemos praticamente todo o tempo juntos, atrasei minha infância para vivê-la com ele… Participávamos das mesmas brincadeiras, passeávamos juntos, fazíamos as refeições juntos… Porém, quando comecei a trabalhar em uma empresa madeireira, passava o dia todo fora de casa, só nos encontrávamos na hora do almoço e no fim da tarde por alguns minutos para assistir ao Jaspion na extinta rede Manchete, pois as minhas noites eram dedicadas aos bancos escolares (e continuam sendo até hoje). Logo que ele começou a ser alfabetizado, iniciou o reconhecimento dos números e das cores, já contava no calendário os dias para passarmos mais tempo juntos. Ele sabia que estávamos livres nos dias vermelhos, cor que representa os domingos e feriados na maioria dos calendários… Quando chegava a véspera de um feriado, ele me dava logo a notícia: “Tio, amanhã é dia vermelho, você vai ficar em casa, né?”…
 Ás vezes, sonhamos com dias melhores: azuis, verde-esperança, branco-paz, ou reclamamos dos acontecimentos negros, que nada dá certo, que isso, que aquilo… Porém, frequentemente nos esquecemos de valorizar as pequenas coisas de nossas vidas. Um simples dia vermelho no calendário que para aquela criança entre seus cinco e seis anos, significava momentos felizes, pois estaria mais tempo perto de seu tio querido… Mal sabia ele que aqueles dias vermelhos também me faziam muito feliz, e que lá no fundo de meu coração eu também esperava ansiosamente pela chegada dos domingos e feriados rubros. Nesta minha vida colorida, poucos momentos foram tão despretensiosamente marcantes, quanto aqueles dias vermelhos…

 

Márcio Roberto Goes
www.cacador.net
www.portalcacador.com.br
Jornal Informe, Caçador – SC

1 Comment