Press "Enter" to skip to content

Tag: saúde

Máscara branca

Fonte: http://realidadecontundente.blogspot.com
Fonte: http://realidadecontundente.blogspot.com

 

É de suma importância os cuidados com a saúde física: manter uma boa alimentação, praticar esportes, consultar um médico regularmente, entre outros cuidados que tornam nossa vida melhor e mais confortável… Sem falar é claro, da saúde mental e espiritual: fazer boas leituras regularmente, acreditar em Deus e nos irmãos, praticar atitudes que melhorem a vida das pessoas ao nosso redor…

Mas uma boa saúde, seja ela física ou mental, não será possível se não tiver início na boca, no sentido real ou figurado: Na boca está a língua, uma faca de dois gumes, pode ser promotora ou acusadora, agradar ou desagradar, amar ou desamar… Na boca estão os dentes que contribuem para o sorriso, muitas vezes contagiante, e com a mastigação, essencial para o processamento de uma boa alimentação…

Numa das visitas à pessoa que me deixa, literalmente, de boca aberta, foi diagnosticada a necessidade de se fazer uma tratamento de canal num dos incisivos superiores. Dali pra gente, foram três dolorosas e demoradas visitas ao dentista… Na primeira, tivemos que matar o bichinho… Um dente morto não dói, porém continua exercendo sua função mastigatória, pena que, com o tempo, perde a cor da vida e o branco torna-se cada vez mais escuro até chegar ao tom de um sorrido cor de milho vencido.

Para realizar o assassinato do pobre incisivo indefeso, o dentista colocou um tubo exaustor no canto esquerdo da minha boca, ligou aquela britadeira, gentilmente chamada de broca que só de ouvir já causa arrepios e começou a tortura… Enfiou, sem dó, as duas mãos em minha boca. Parece que o trabalho estava difícil, de vez em quando sentia alguns cacos de dente deslizando por minha língua e rapidamente serem sugados pelo exaustor… Até aí, tudo bem. Procedimento normal, o problema é que fiquei mais de uma hora na horizontal com a boca aberta e cheia de ferramentas estranhas, enquanto o homem da máscara branca e óculos estilo para-brisa de kombi bipartida me enchia de perguntas. É claro que não consegui responder nenhuma, pois meu aparelho de fala estava todo ocupado com as ferramentas assassinas do “Máscara Branca”… Quando fazemos uma pergunta, esperamos uma resposta. Mas se o interlocutor estiver impossibilitado de falar?… Isso é muito cruel!…

Finalmente, senti uma puxada que quase levou meu cérebro junto, era a raiz do meu querido dente sendo mostrada ao sol pela primeira e última vez… Pronto! Aqui jaz um dente, não deve doer mais… Após uma semana com um curativo tapando aquela cratera, volto ao cara de Kombi para fazer um novo remendo. Desta vez, a orientação era de levantar a mão ao sentir dor, só não fui avisado que a bandeja dos equipamentos estaria em cima do meu tórax trazida por uma mesa móvel… Doeu e eu fiz o gesto combinado, só vi as ferramentas odontológicas do mascarado voando por cima de mim até encontrar o chão frio e cheio de bactérias. O Máscara branca do zóião de vidro pulou da cadeira assustado, alguém abriu a porta e juntou gente pra ver… Incrível, como a desgraça, em qualquer nível, tem o poder de juntar populares que buscam mais um assunto para comentar e fofocar… Depois de tuto reunido e encaminhado para uma nova esterilização, inclusive o dente, tive que voltar na semana seguinte para tapar, definitivamente, o buraco da morte…

Depois de tudo isso, creio que o cara de kombi bipartida não queira me ver novamente, pois o prejuízo foi muito grande só para uma eutanásia de um incisivo que teimava em doer…

Márcio Roberto Goes

ww.cacador.net

www.portalcacador.com.br

Jornal Informe – O diário Regional

Leave a Comment