Press "Enter" to skip to content

Tag: paz

A paz é fruto da justiça

( Tatiane Maiberg de Souza)
tati

As armadilhas colocadas no campo, pestes mortais nas cidades e os perigos causados na natureza provocados pelo ser humano.
 Sem dúvida, os perigos provocados pelo homem são os mais graves: as guerras, a destruição da camada de ozônio, a contaminação atômica, os agrotóxicos, o aquecimento global e a contaminação por germes criados em laboratório.
 O egoísmo e a ânsia de enriquecer a qualquer custo tornaram o homem o ser predador mais perigoso do planeta, esquecendo-se do sentido da palavra hebraica “Shalon” que significa “tudo de bom”, bem estar, felicidade, saúde, segurança e relacionamento harmonioso consigo mesmo.
 Devemos quebrar a sede de vingança perante a sociedade, afinal os direitos das pessoas não foram conseguidos gratuitamente, eles sempre foram conquistados pela coragem na luta, pelo empenho na solidariedade de homens e mulheres que acreditaram nas mudanças e não mediram esforços para realizá-las… O mundo, hoje, com tantas injustiças sociais, desempregos, fome, corrupção, arrasta o ser humano a viver em condições desumanas. Esta realidade nos agride, nos convoca e nos compromete a assumirmos uma ação corajosa em defesa da vida.
 A nossa busca deve prosseguir, a construção de uma sociedade e de um mundo novo somente acontecerá quando cuidarmos primeiramente da realidade que nos cerca: a nossa própria ação.
 A paz é fruto da justiça…

 

Tatiane Maiberg de Souza
2ª série 01 matutino
Ensino médio
EEEB Wanda Krieger Gomes
Caçador, SC  Brasil

Leave a Comment

“A paz é fruto da justiça”

 

cartaz_cf_2009

 

 

Certamente, você como a maioria das pessoas anseia pela paz e a segurança. As pessoas em toda parte estão cansadas do crime, da violência, da guerra e da ameaça do pesadelo nuclear… Também, muitos não têm emprego adequado, moradia apropriada, ou alimento suficiente para suprir suas necessidades. Que alegria seria se estes problemas pudessem ser resolvidos e esta Terra se tornasse um lar agradável e seguro para seus habitantes.

 

Todos desejam “paz e segurança”, e como dizem: “a paz é fruto da justiça”Mas quem realizará isso?… Será que as nações do mundo deixarão de lado todas as suas divergências a fim de conseguirem a tão almejada paz?… De fato, quando as Nações Unidas declararam 1986 o “ano internacional da paz”, pediram que em toda parte se fizesse um esforço especial daquele ano em diante para estimular os atos de paz e segurança… Mas seria esta uma verdadeira “paz e segurança”?… Alcançaria sua vizinhança e seu lar e tratarias dos problemas que o afetam pessoalmente?… Resolveria os problemas da crescente criminalidade e das drogas, encarecimento de alimentos, impostos cobrados injustamente, poluição alastrante e a constante degeneração dos laços familiares?… Enquanto perdurar qualquer uma destas situações, a paz e a segurança pessoais continuarão sendo ameaçadas.

 

Mas para que a esperança tenha algum significado, ela deve fundar-se na realidade, na verdade. Falsas esperanças, apenas cegam as pessoas diante da realidade. Portanto, é sensato perguntar: Damo-nos conta de exatamente quão grandes são os problemas que devem ser resolvidos para estabelecer a genuína paz e segurança?… Apercebemo-nos de quão urgente a situação se tornou?… Há qualquer evidência de que as soluções humanas estejam a altura da imensidão da tarefa?… Por milhares de anos, os homens têm buscado a paz e a segurança, sem êxito.

 

Esta busca por paz e segurança pode tornar-se não apenas uma esperança vazia, mas uma belíssima realidade… Como isso é possível?… A segurança pode começar pela eliminação dos crimes, da violência e também, pelos homens, ou melhor, pelos governos juntamente com a população, tentar eliminar a fome e a poluição. Talvez, com esses gestos de solidariedade, mude a cara do nosso mundo, a busca pela paz seja constante e a frase “A paz é fruto da justiça” se torne realidade.

 talentos-3

Juliana Fogaça

2ºano 01 matutino

Ensino médio

EEEB Wanda Krieger Gomes

Caçador SC

8 Comments