Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Tag: junior cigano

Um cigano Martellense

Fonte: prontosparaaluta.com.br
prontosparaaluta.com.br

Domingo, mais de uma hora da manhã… De repente, lembro do hino da minha cidade natal… “Aqui eu vivo, aqui eu trabalho e me orgulho até demais”… Incrível e contraditoriamente, estas palavras vêm à tona assistindo a poderosa do “Plim, plim!”…

 
Caçador é uma pacata cidade do meio-oeste catarinense, dizia o repórter do Jornal Nacional, algumas horas antes… Penso que “pacata” seja generosidade do jornalista que, certamente não conhece nossa querida capital da indústria exploradora de mão de obra, pois acontecem aqui, muitas coisas que movimentam esta cidadezinha de mais de setenta mil habitantes e não vão parar na telinha do “Plim, plim!”, nem nas capas dos jornais a nível nacional… Temos aqui, uma coletânea de talentos na música, na literatura e no esporte, que não aparecem porque teimam em permanecer e valorizar sua terra natal… Infelizmente, amargam o gosto do anonimato, pois ninguém lembra desta cidadezinha que, até pouco tempo, não estava nem no mapa, a não ser que algum de nós vá buscar a sorte fora daqui, só assim existe alguma chance de se tornar uma celebridade…

 
Sinto-me realizado quando vejo, em sites de relacionamento, fotos de ex-alunos explorando o mundo, viajando, trabalhando, se destacando nacional e internacionalmente nas mais diversas áreas do conhecimento e das artes. Fico feliz quando vejo alguém que foi, ou ainda é meu aluno, aparecendo positivamente nas diversas mídias… Fico orgulhoso quando, mesmo ouvindo de algumas pessoas que não sei dar aulas, vejo meus educandos passando em vestibulares, tendo boas notas no ENEM, evoluindo, vivendo, aprendendo… Flutuo de emoção, quando vejo aqueles e aquelas que passaram pelas escolas por onde trabalhei e trabalho, dando “show de bola” nos palcos da vida…
Às vezes, resolvo subir a avenida principal desta pacata cidadezinha a pé e, a cada estabelecimento que paro para conversar, é pela simples razão de ali existir um atendente ex, ou atual aluno, ou aluna que me recebe carinhosamente, com um abraço e um sorriso sincero num rosto que já esteve, ou ainda está fazendo parte do meu cotidiano escolar… São eles a razão do meu trabalho… É por eles que sou professor, é por eles que me tornei escritor… É por eles que às vezes uso de figuras de linguagem para expressar meus sentimentos e ideias sobre o cotidiano, num gênero chamado “crônica”…

 
Mas hoje, parei para ver alguém que não foi meu aluno, nem teve relação com minha experiência escolar, porém é caçadorense como eu, do bairro que escolhi para morar há mais de dois anos… Como eu, o Cigano do Martello também é de origem pobre e teve que lutar, literalmente, para ter reconhecidos seus talentos, apesar de terem sido descobertos do outro lado do país… Foi muito além do que ele e nós imaginávamos. Uma celebridade que agora carrega um cinturão de campeão de um esporte que, devo confessar, não tenho nada a favor… Mas, enfim, é um dos nossos… Fez nossa querida e pacata cidade ser citada e lembrada a cada momento da breve luta que o tornou campeão mundial, na “pacata” telinha daquela que quer ser dona do mundo, da copa, da FIFA, do carnaval, das olimpíadas, perdeu o PAN e derrubou o ministro dos esportes só por birra…

 
É bom ver alguém da nossa terra se destacando mundialmente. Isso me faz tão feliz, que neste texto, acabo de quebrar meu pacto com a conduta de não escrever sobre assuntos que todo mundo comenta… Mas o assunto é alguém da nossa terra natal, do meu bairro, gerado e criado neste chão vermelho das lutas do contestado… Merecedor das homenagens deste conterrâneo que também não deixa de ser um lutador… Lutador de palavras…

 

 

 

 Márcio Roberto Goes
www.cacador.net
www.portalcacador.com.br
Jornal Folha da cidade, Caçador, SC

2 Comments