Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Tag: experiência

Uma experiência inenarrável

 Segundo o  dicionário Miniaurélio digital, endoscopia é: “Visualização, mediante equipamento especial (endoscópio), de superfície interna de órgão ou de estrutura, e com fim de diagnóstico ou de tratamento.”…
 Pois bem… “Não há de vê” que precisei fazer a dita endoscopia dia desses? Logo depois de marcado o exame, saí contando para todo mundo: “Vou fazer endoscopia, gente! Vou ser filmado por dentro”. Minha mãe sempre dizia que eu tenho uma grande beleza interior, pois chegou a hora de conferir… Uma amiga reagiu dizendo: “Ui, ui, ui”… Outro amigo disse-me: “Eles enfiam um cano na goela e você não ‘guenta’ de tanta ânsia”… Um terceiro declarou: “Ui, ui, ui”, outro ainda: “Ui, ui, ui”… Não sei exatamente o porquê, mas os “Ui, ui, ui” venceram disparados no depoimento dos meus amigos… Penso que deva ser uma experiência inenarrável, já que a maioria não encontra palavras para descrever.
 Um dia antes, a partir das dezoito horas, era necessário que eu fizesse jejum… Até a segunda hora foi “beleza”, na terceira, meu estômago já começou a dar sinais de vazio interior e, no dia seguinte, as tripas maiores já estavam comendo as menores de tanta fome… Meu Deus!… Mesmo assim me conformei, pois “na guerra é pior”, como diz meu amigo Paulinho Moraes, além do mais, um dia passando fome não mata ninguém, afinal tanta gente neste mundão capitalista de meu Deus, fica muito mais tempo sem comer, deixando meu pequeno sofrimento insignificante diante da fome mundial fabricada.
 À hora marcada, lá estava eu, no consultório com dois acompanhantes… Na verdade, o recomendado era só um, mas levei dois para garantir, um deles estava encarregado de guiar o fuscão até minha casa, a Ternura ficou com meu celular para qualquer emergência… Li algumas revistas enquanto esperava ansioso pelos “Ui, ui, ui”, Uma moça pingou duas gotas de um treco acridoce na minha garganta: Aquilo desceu fazendo eco no meu estômago castigado pela solidão e abandono dos alimentos…
 Chegou minha vez. O médico deu-me algumas instruções sobre os procedimentos dali para frente, jogou mais um spray na minha goela e pediu que me deitasse…
 – “Vamos injetar este sedativo e deixaremos um pouco para depois, caso seja necessário”…
 Acho que não foi necessário, pois depois de injetado o líquido milagroso, ele pediu para virar-me do lado esquerdo e “apaguei”, acordando quatro horas depois virado para o lado direito no conforto do meu lar, em minha cama…
 Putz!… Além de tudo o cara é mágico!… Desintegrei-me no consultório e reapareci na minha cama… Vou pedir a fórmula dessa “bagaça” para usá-la na locomoção até meu trabalho que fica oito quilômetros de minha residência oficial… Poco massa, tchô!… Pense bem… Olha quanto combustível eu economizaria…  Muito show, cara!… Manero!…
 Calma, lá… E os “Ui, ui, ui”, cadê?… Acho que disseram isso só pra me assustar.
 Comprovado: Endoscopia é uma experiência inenarrável!…

Márcio Roberto Goes
www.cacador.net
www.portalcacador.com.br

Jornal Informe, o diário do contestado

1 Comentário