Press "Enter" to skip to content

Tag: eleições indiretas

Nas mãos deles

 

Não gosto muito de escrever sobre assuntos que todo mundo escreve, fala consistentemente, ou apenas comenta… Enfim, não me agrada dar pitacos naquilo que todos já estão “carecas” de saber, pois corro o risco de saber menos que os outros e escrever bobagens, apesar de não ter compromisso com a verdade nua e crua e sim com a análise subjetiva dela, deixo esta parte para os jornalistas. Sou apenas um cronista que sonha ser reconhecido pelas palavras que podem se tornar ação, não pelo dinheiro, pelas riquezas acumuladas, por mostrar o corpo no BBB, nem por ser um rico empresário de sucesso que cresceu explorando aqueles que fazem o milagre da produção e ficam com as migalhas daquilo que o capitalismo produz…

Mesmo assim, resolvi dar a versão de minha mente criativa e viajante para o cenário político local: Já tenho mais de três décadas de vida e, pela primeira vez, estou presenciando em Caçador um ato de justiça que a democracia permite, mas poucas vezes acontece em nosso país: Tivemos um prefeito julgado e cassado por seus atos ilícitos durante a campanha eleitoral, estes, a meu ver, inúteis, pois ninguém pode obrigar a outrem votar diferente daquilo que a sua consciência manda, a não ser que seja convencido por alguém que lhe apresente boas propostas que provem o contrário… Perdão! Acho que estou delirando com um povo politizado… Utopia de escritor meia boca que quer mudar o mundo!…

Pois bem, estamos diante de um ato inédito e histórico na capital da indústria desmatadora de florestas e exploradora de pobres, fato já divulgado para o Brasil todo em alta definição… Depois da cassação, pela primeira vez uma mulher assume o executivo municipal por um tempo além do licenciamento de um prefeito. Mesmo que seja por linhas tortas, estamos vivendo mudanças consideráveis na política que começa a mostrar uma cara nova… Bem! Nem tão nova assim…

Os cabides, cheios de intenções particulares, encontram-se apreensivos, pois temem perder o cargo conquistado com muito esforço, ou melhor dizendo, troca de favores. E o povo? Fica na plateia, quando na verdade deveria ser protagonista de sua história. Mas foi assim com os trabalhadores do contestado, continua sendo assim com os coronéis enrustidos que continuam mandando até nas vontades do povo humilde que hoje constrói a ferrovia moral para levar toda a riqueza para os engravatados injetando “compromisso” nos nobres cidadãos cassados pela justiça eleitoral…

Agora nosso futuro prefeito está nas mãos do legislativo… Qual dos vereadores recebeu seu voto nas últimas eleições? Foi consciente, ou aconteceu outra troca de favores?… Quantas vezes, depois do pleito, seu candidato voltou à sua rua, colocou o pé na poeira ou no barro, abraçou suas criancinhas e sorriu para você?… Quantas das promessas, o seu candidato, no caso de ter sido eleito, cumpriu?… Acha que ganhou ou perdeu seu voto?… Você conhece aquele cujo número foi digitado na urna por você?…

É esta equipe, eleita por nós, que vai escolher o novo prefeito… Portanto, aí está a maior prova concreta da importância do poder legislativo para um município, ele nos representa, cria e vota leis que podem mudar nossas vidas e junto com o executivo faz as coisas acontecerem. Ao povo cabe o papel de cobrança e fiscalização, afinal, esse pessoal está nos representando e agora no dia vinte vai votar, por nós, e escolher o novo prefeito.

Está tudo embolado, não se sabe se é este ou aquele, apesar de parecer óbvio, só sei que não podemos esperar, neste momento, uma grande inovação na administração municipal. Como disse no início, todo mundo sabe e todo mundo dá palpites, mas poucos atentaram para o avanço democrático em nossa cidade. Em anos de história de corrupção e compra de votos, finalmente uma punição que deveria servir de exemplo para as próximas eleições diretas que já começam a ser desenhadas a partir desta indireta que viveremos em breve… Estamos representados por oito pessoas com poder de voto, cada uma delas pesa quase dez por cento da população… Estamos nas mãos dos vereadores. Votamos neles, agora eles votam para escolher nosso prefeito…

Márcio Roberto Goes

www.marciogoes.com.br

1 Comment