Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

FOGO DA CONFIANÇA


18/07/2007

CAÇADOR ONLINE
21/07/2007
JORNAL INFORME

Sabe aqueles dias que você acorda com um aperto no peito, uma angústia incontrolável, uma vontade de chorar sem saber a razão?… Pois é! Aconteceu comigo… Dia desses acordei com todos esses sintomas e muito mais. Precisava de um alívio, um consolo… Precisava de alguém para conversar, desabafar… Alguém de confiança, um amigo de verdade…

Mamãe já está na glória Eterna (quanta falta faz seu colo!), papai também, os irmãos todos ocupados com seus afazeres… Ligo para meu melhor amigo… Nada! Celular fora de área!…
Mas era preciso desabafar! Não podia passar mais um segundo sequer com essa angústia no peito e esse grito preso na garganta…
Socorro!… Cadê todo mundo?… Fui abandonado… Será que não tem uma alma viva por perto que possa me ouvir?… Será que estou condenado a morrer de tédio e depressão?… Será que não tenho ninguém por mim?… Será?… Será?… Será?
Já que ninguém me ouve, é melhor me distrair. Ligo o rádio e só ouço música de amores que não deram certo, ou de relacionamentos marcados pela traição: Uma choradeira que me faz mergulhar ainda mais neste mar de ansiedade… Na internet, só notícias de acidentes fatais naquela curva que todo mundo sabe que mata, mas insiste em percorrê-la acima da velocidade permitida… No meu e-mail um monte de recadinhos, apresentações do power point e correntes que se eu não repassar, terei azar pelos próximos sete anos ou nunca mais terei sorte no amor, mas se forem repassados, terei uma grande surpresa em pouco tempo do tamanho da quantidade de pessoas para quem eu enviar… Bah! E ainda existe gente que acredita nisso… É, parece que meu dia está prá lá de deprimente: nada me agrada, parece que o mundo virou as costas para mim. Nova tentativa: Visito meu Orkut… metade dos recados é composta por um monte de bichinhos formados com os caracteres, que no momento não têm graça nenhuma e outra metade vem de perfis clonados noticiando a morte fictícia de algum artista famoso com um link para visualizar as fotos do acidente… Será que os clonadores de perfil não se tocam que ninguém mais cai nessa?…
Minha última esperança é a televisão: Nããããããoooooooo!… Fogo!?… Onde?… No hangar da TAM, em São Paulo matando cerca de duzentas pessoas: Mais um acidente aéreo quase previsível, mas que não mereceu a atenção das autoridades anteriormente… Meu Deus, em que mundo vivo?… Será que vale a pena viver?…
Enquanto preparava minha forca para resolver de vez minha angústia, eis que entra o comercial de uma distribuidora de gás: aquela do botijão azul, mostrando as vantagens de se usar aquele produto, com depoimentos de pessoas contentes. Uma delas, um senhor de mais ou menos meio século de vida, diz sentir confiança na chama azulzinha do gás em questão…
Oh!… Meus problemas acabaram! Larguei a corda que quase já estava em meu pescoço e corri até o bujão para certificar-me da cor: É azul!… Uhú!… Encontrei o amigo que precisava. Aquele que estará comigo todos os momentos de minha vida…
Mais que depressa acendi as seis bocas do meu fogão e comecei a desabafar: Todas elas me ouviram carinhosa, silenciosa e calorosamente. O fogo salvou a minha vida! Pra quê sofrer, quando se tem um fogão a gás e um botijão azul que solta fogo da mesma cor? Vou recomendar essa para meu amigo João dos Sonhos Azuis… Afinal, para alguma coisa deve servir a propagandas sensacionalistas… Pelo menos para sonhar… e desabafar.

Márcio Roberto Goes

Queimando de alegria!

Seja o/a primeiro/a a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *