Press "Enter" to skip to content

Categoria: Pérolas

A lenda do corpo do porco

 

Para um escriba que teima em ser cronista, não existe fato que possa passar desapercebido… Dia desses, conversava com uma colega professora de uma cidade próxima e não pude me furtar da obrigação de escrever seus relatos.

Certo dia, na estrada de acesso à referida cidade transitava uma kombi cujo motorista parecia demasiado distraído, provavelmente já cansado da viagem e louco para chegar em seu doce lar. Ocorre que um pobre e miserável porco fazia uma tentativa de travessia na rodovia, pois o outro lado parecia melhor… Sei lá, quem sabe o pobre suíno só estava tentando fugir do abate cruel e inevitável para matar a fome de algum ser humano carnívoro e engordar o bolso de outro ser humano “dinheirívono”… Mas a fuga foi frustrada, a kombi quase desgovernada não pôde evitar a colisão e quando um ser de carne e osso se choca com outro ser de material reciclável de quatro rodas a mais de oitenta por hora, a morte do primeiro é certa…

Pobre animalzinho! Agora não passava de um corpo agonizante na beira da estrada, esquecido, abandonado, cheio de hematomas, quem sabe alguns ossos quebrados, a respiração pesada, forçada, o corpo já não respondia aos estímulos do cérebro… Porém, seu destino seria melhor que a panela, ou o espeto…

Um casal de namorados, então passa pela mesma estrada de moto, ele guiando, ela na garupa, agarradinha a seu amado, querendo que o tempo parasse para aproveitar melhor o momento… Ele olha para o lado, ela também, ele vê um porco agonizando, ela também, ele para a moto, ambos se olham e parecem ter a mesma ideia… “Teremos porco no jantar!”…

Juntaram o suíno candidato a defunto e o colocaram na moto… Ele guiando, o suíno agonizando, quase inerte, no meio dos pombinhos apaixonados, ela agarrada ao porco… Seguem viagem, na medida do possível tranquila, já que não é possível um namoro confortável se estiverem com um suíno quase morto os separando em cima de uma moto…

De repente, o que parecia impossível acontece: O pobre porco acidentado, já com um pé na feijoada, ressuscita, volta das cinzas e move-se bruscamente… Nunca passei por isso, mas deve ser muito assustador voltar a vida em cima de uma moto, no meio de um casal apaixonado e faminto… Não deu outra, a ressurreição do porquinho causou um desequilíbrio total na vida daqueles namorados e os três não resistiram a lei da gravidade, caindo da moto… Por incrível que pareça, quem ficou com menos sequelas foi a vítima do primeiro acidente, que saiu correndo mata adentro os demais, apaixonados e agora quebrados, com uma moto totalmente danificada, precisaram ser encaminhados ao hospital… Ainda bem que existe SUS para seres humanos, ao contrário do animalzinho que nunca mais foi visto por aquelas bandas…

Testemunhas dizem que, em noites de lua cheia, um suíno surge do meio do mato fechado para atacar qualquer moto que se aproxima daquela região, principalmente quando esta segue uma kombi… Portanto, muito cuidado ao pensar em recolher um corpo suíno na beira da estrada para levá-lo para a panela… Você pode se surpreender com um possível ressurgimento da porcaria inerte que te acompanha no veículo de duas rodas, fazendo-o perder para sempre o equilíbrio…

Márcio Roberto Goes

www.marciogoes.com.br

www.cacador.net

www.portalcacador.com.br

Jornal Informe – O diário Regional

Leave a Comment