Press "Enter" to skip to content

Casos e descasos – Eliane Staffeshaus

Lá vou eu e minha equipe

De bairro em bairro

Para um novo desafio.

 

Retratando a realidade

E o perfil do povo caçadorense

Encontramos pela frente

Ruas com buracos e valetas

De esgoto a céu aberto

Neste céu de azul-anil.

 

Perguntando de casa em casa

O que o povo quer que faça

Para a vida melhorar.

A resposta é muito simples

“Precisamos da ação do cidadão,

Priorizando a saúde, o trabalho e a educação”.

 

Adentramos para o centro,

Uma praça em cada canto,

Ruas limpas e asfaltadas…

Quanto esmero, quanto encanto.

 

Entre prédios e mansões,

Campainhas e interfones nos portões aprendi a usar

Para das minhas intenções poder falar.

 

Do outro lado a resposta logo vem:

“Minha rua é asfaltada, tenho boa educação

Tenho plano de saúde,

Não sou usuário do SUS…

Posto só frquento

O de gasolina e lavação”

 

Com calma lhe pergunto

Se na sua caminhada matinal

Já percorreu a sua quadra a té o final

Onde a rua se termina

Sem calçada, sem esgoto

Que a saúde contamina.

 

A resposta não demora:

“Se a avenida me fascina

Este lado não me atrai.”

 

Outros bairros percorri,

As perguntas repeti.

Do povo eu entendi que

O descaso é o resultado

De nossas autoridades municipais,

“Caso do acaso bem marcado”

Nas urnas eleitorais.

 

 

 

Eliane Staffeshaus

2º Ano magistério – Noturno

EEB Paulo Schieffler

Caçador – SC

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *