Press "Enter" to skip to content

Bem mais que vinte e poucos anos…

João dos sonhos azuis voltou para casa mais tarde naquele dia, antes, passou na loja de confecções que vende tudo mais barato, com qualidade duvidosa e crediário a perder de vista… Por causa de seu traje marrom, não tão apessoado, foi um tanto mal atendido, mas isso ele tira de letra, já está acostumado a ser discriminado pela sociedade capitalista… Mesmo com o atendimento precário, conseguiu comprar uma jaqueta para sua filha mais velha e parcelar em seis vezes.

-“Por favor, embrulha pra presente!”

-“O senhor não quer ver nada para sua esposa?” … (todo vendedor pensa que o cliente precisa mais do que procura).

-“Não, obrigado! Minha filha completa hoje vinte anos, gostaria de dar a ela um presente significativo, porém, dentro de minhas finanças.”

Nosso sonhador de sonhos azuis, dirige-se ao fusca da mesma cor de seus sonhos e sai contente com o presente de sua filha… Chegando em casa, a encontra baqueada e choramingando. Finge não perceber e entrega alegre, seu presente.

-“Não precisava, papai!” (todo mundo é falso o suficiente para dizer isso)

-“Magina”! Você merece! Aliás, estou te achando muito triste para quem está de aniversário. O que houve?

-“Vinte anos se passaram e não realizei quase nenhum de meus sonhos… Imaginava comemorar este aniversário com um bom emprego, ajudar nas despesas da família e não precisar trancar a faculdade só porque resolveram dispensar os servidores temporários e estagiários da prefeitura… Mas o que vejo é meu pai gastando o que não tem para me dar um presente… Sinto-me velha demais para não trabalhar, mas os empregadores sentem-me com experiência de menos… Não ‘guento’ mais bater de porta em porta, submeter-me as mais diversas humilhações e continuar desempregada, sem dignidade… Aliás, dignidade, nem mesmo o trabalhador tem há muito tempo.”

-“Minha filha, não sou psicólogo, nem doutor… tenho menos estudo que você, mas ouça seu pai: Nada é eterno, um dia tudo acaba, até a experiência exigida pela maioria das empresas… Com certeza você vai colher bons frutos desse sofrimento. O importante, é nunca desistir de sonhar.”

Pobre João! Mal sabe ele que seus sonhos azuis jamais se realizarão enquanto forem contrários aos sonhos daquelas empresas que ameaçam fechar as portas, caso o candidato”X” seja eleito (Aliás tem empresa que não dá aumento real a seus funcionários, com a desculpa de estar falindo, desde o tempo em que eu era operário há desesseis anos atrás… nenhuma delas fechou até hoje). Ou enquanto suas esperanças cor de anil forem distintas dos sonhos negros de “conversa mole” daqueles que se elegeram e ainda se elegem às custas dos desejos puros, ingênmuos e azuis que remetem para uma vida melhor, da cor do céu, da cor de seu fusca, da cor da jaqueta e dos vinte anos sonhadores de sua filha, nascida no Brasil democrático, que já vota, porém ainda não foi vacinada contra a febre amarela fétida da campanha eleitoral.

Márcio Roberto Goes

Alimentando sonhos… ainda

7 Comments

  1. larissa
    larissa 14 de junho de 2010

    oi professor marcio gostei das suas crônicas estão bem comentadas continue assim

  2. larissa
    larissa 14 de junho de 2010

    oi professor marcio gostei muito das suas crônicas estão bem comentadas espero que continue escrevendo assim

  3. Luana e Bianca
    Luana e Bianca 20 de maio de 2009

    Nós gostamos porque achamos que realmente acontece isso na maioria das familias.As pessoas estão desempregadas e pensam que nunca vão dar a volta por cima,mas sempre chega alguém para nos dar força para continuar.
    Ela fala da realidade da vida de muitas pessoas.É importante discutir obre esse assunto.

    Luana e Bianca

  4. Alisson
    Alisson 22 de setembro de 2008

    Depois de muito tempo voltei a ler este texto, infelizmente continua muito atual!!!

  5. Anonymous
    Anonymous 28 de outubro de 2006

    E tbm já passei por isso, e além de humilhante…
    é revoltante, pq hjnem dia só se consegue emprego por “QI”
    Q: quem I: indique

  6. Anonymous
    Anonymous 28 de outubro de 2006

    É não é nada fácil vc chegar num período da sua vida, e ver que td q vc sonhava simplesmente n aconteceu!!!!!!!!!!!!!

    (falo por uma sociedade inteira)

  7. Atílio de Oliveira
    Atílio de Oliveira 26 de outubro de 2006

    Parabéns pelo blog é um abraço vou indicar o seu blog e também roubar suas crônicas publicar no meu blog, só não posso pagar um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *