Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Ao amigo Edinei

 

O jovem, o amigo, o filho, o irmão… O companheiro, o engraçado, o sério, por vezes fechado, recolhido, reflexivo… A mão amiga, o ombro para chorar, as gargalhadas, madrugadas a dentro conversando, papeando, jogando conversa fora, as novidades, as antiguidades… Éramos amigos, ainda o somos… Agora, um de cada lado do portal que separa a vida terrena da vida eterna…

DSCF0019

A liderança, o catequista, o remeiro, o timoneiro, o animador, a coreografia, a música, o quebra-gelo, a reflexão, a celebração da vida, as caravelas, os acampamentos, os retiros, as orações, as reuniões, o JUSAN (Juventude unida Santelmo), o REMAR (Renovação marista), a Juventude Missionária, o Shalon… Os jovens, os fiéis, os catequizandos, a Bíblia, a Bússola, o diário de bordo, o velho lobo do mar, o Grande timoneiro… Éramos irmãos, Evangelizados e evangelizadores, partilhávamos a mesma fé… Agora está mais perto do criador, voltou para o colo de Deus…

3patetas_edited

O comediante de todas as horas, o Pavarotti, o Justimilitão, O baile da Mariquinha, a Mariana, a Xéca, a dança do pezinho, a Alice, os irmãos brothers, o Asnildo, o Hino de Cabrobó da Rocha Preta, a imitação do João Paulo II, do bispo, do Sílvio Santos, as piadas com ou sem graça, as brincadeiras, o estúdio, a Rádio Zabadak, as vinhetas, as entrevistas cômicas… Éramos artistas, humoristas, ríamos, fazíamos os outros rirem…

Os sintomas, a fragilidade, a pequenez e a grandeza… A emergência, o plantão, os exames, o diagnóstico, a tentativa, o coma… A última travessia…

Renderam-se o profissional, o orador, o coreógrafo, o sonhador, o inovador, o conservador, os contrastes, os altos e baixos… As canções, as orações… Só não se rendeu a fé… É ela que nos dá esperança de um dia estarmos novamente do mesmo lado… Ele passou primeiro, um dia passaremos também, então estaremos prontos para um novo abraço, uma nova coreografia, uma nova oração, uma nova canção, um novo personagem, uma nova comédia, um novo sorriso…

Por aqui ainda ficam muitos, ele foi, mas a amizade verdadeira não tem fronteiras… Por hora, restam apenas lembranças e teimosas lágrimas que regam as saudades, fazendo brotar a esperança…

 

 

Ao amigo Edinei Urias Moraes

23/10/1973

12/01/2010

 

 

Márcio Roberto Goes

www.cacador.net

www.portalcacador.com.br

Jornal Informe – O diário Regional

3 Comments

  1. juliane linhares
    juliane linhares 19 de Janeiro de 2010

    Meu Deus, é bem o meu amigo que eu tava rezando pra não ser. Do que fou que ele faleceu?

  2. juliane linhares
    juliane linhares 19 de Janeiro de 2010

    oi Marcio, talvez e muito provável você não se lembre da minha humilde pessoa, mas assim como você, fiz parte da juventude organizada, espiritualizada e politizada de uma década não muito distante, e que infelismente por conta das atribulações da vida eu deixei para trás, se não me engano nos encontramos em um festival que houve há muitos anos, o Cante a Vida se não me engana a memória, no qual obtive dois segundos lugares e a final foi no paraque de exposições, enfim não é essa a questão que eu vim tratar aqui. Essas suas palavras emocionadas à seu amigo Edinei, eu fiquei intrigada para saber se é o mesmo Edinei que eu conheço e como ando mais por fora que sei la o quê, gostaria que me mandasse uma foto dele para eu saber se é o mesmo meu amigo que se foi, pois eu não sei o sobrenome dele, se puder fazer isso por mim te agradeço imensamente, pode mandar no email ai de cima que ta valendo, ta bom, desde ja agradeço. Abraços.

  3. Patricia
    Patricia 14 de Janeiro de 2010

    Nenhuma palavra a acrescentar… Não precisa…. Tudo que vc disse resume o amigo que agora está intercedendo por todos nós…
    Saudades eternas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *