Press "Enter" to skip to content

A LÓGICA DA TRAGÉDIA

25/07/2007
CAÇADOR ONLINE
28/07/2007
JORNAL INFORME
João dos sonhos azuis entra correndo na prefeitura, meio ofegante e com cara de desesperado:
– “Quero falar com o prefeito!… Onde ele está?”
A secretária, muito educada, lhe responde:
– “O prefeito está muito ocupado, inaugurando um pé de couve e depois vai inaugurar meio metro de asfalto casquinha num bairro de nossa cidade, em seguida vistoriar os portais das escolas… Creio que não poderá lhe atender hoje, senhor.”
– “Mas meu caso é urgentíssimo!…”
– “Do que se trata, senhor?”
– “Bati meu carro… quer dizer, meu fusquinha azul!…”
– “ E como aconteceu este acidente, senhor?…”
– “Faltou freio na descida, a pista estava molhada e bati na traseira de um chevete…”
– “Me desculpe, senhor, mas acho que a prefeitura não tem nada a ver com isso.”
– “Por que não? O que vocês têm contra fusca e chevete? Por acaso eles não são carros?”
– “Não é nada disso… Acontece que este acidente não é responsabilidade da prefeitura, e sim do proprietário do veículo.”
– “Como assim?… Eu bati nas ruas desta cidade!…”
– “E por que bateu?”
– “Faltou freio e a pista estava molhada, eu já disse!”
– “A prefeitura não tem nenhuma responsabilidade sobre os freios de seu veículo, senhor…”
– “ Ôpa!… Não é qualquer veículo. É o meu fusquinha azul!…”
– “ Pois bem! A prefeitura não tem nenhuma responsabilidade sobre os freios de seu querido e idolatrado fusquinha azul…”
– “Pois bem, digo eu! Raciocine comigo: Dias atrás um avião perdeu o controle no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, matando cerca de duzentas pessoas. Certo?”
– “Certo! Só quem estava em Marte nos últimos dias não sabe deste acontecimento…Mas o que isso tem a ver com o seu acidente?”
– “Olha, graças à Deus ninguém morreu no meu acidente, mas eu tive danos materiais e o prefeito vai ter que ser responsabilizado.”
– “Isso não tem fundamento!”
– “Continue seguindo meu raciocínio: O avião desgovernado era da TAM, não conseguiu pousar por causa da pista molhada e de alguns problemas de manutenção, mas todos estão responsabilizando as autoridades: é o prefeito da cidade, é o governador de São Paulo e até o presidente teve que dar um pronunciamento à nação…”
– “E daí?”
– “Assim como as autoridades estão sendo responsabilizadas pela tragédia com o avião da TAM e a responsabilidade da empresa parece estar em segundo plano, sinto-me no direito de responsabilizar o senhor prefeito pelo meu acidente com meu fusca azul e deixar minha responsabilidade também em segundo plano, respeitadas as devidas proporções… Tem lógica ou não tem?…”

Márcio Roberto Goes

Voando baixo…

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *