Press "Enter" to skip to content

Mês: fevereiro 2015

Agradecimento aos rebeldes

 

 

Todos que me conhecem sabem dos ideais que defendo, sabem da minha filiação partidária e do que penso sobre os governos que nos rodeiam. Demorei, mas resolvi expressar aqui minha opinião sobre os atuais acontecimentos do nosso país, porém, como cidadão brasileiro, independente de siglas partidárias, ou seja, escreverei a seguir como povo, que de fato sou, antes de tudo:

Em primeiro lugar, sobre a greve dos caminhoneiros: A greve é legítima. É um direito de todo trabalhador lutar por melhores condições de trabalho. E ponto final… O governo também está fazendo sua parte, defendendo seus ideais, tentando manter e ampliar o que já foi construído. E ponto final de novo…

Agora, querido leitor e querida leitora, que já libertei vossa mente das tendências, vou expressar o que sinto como cidadão…

Não penso que a solução seja derrubar a presidenta, pois se assim fosse, o Brasil seria um paraíso desde a impugnação de Fernando Collor de Mello. O que a mídia não mostra é que existem muitos outros interesse por tás deste movimento e em nenhum deles o povo é contemplado. Não estou dizendo aqui que o Brasil está perfeito com esse governo, mas deve ser respeitada a vontade da maioria que o elegeu e todos… TODOS… Temos a obrigação de fiscalizar e lutar por um país melhor…

Tivemos a oportunidade, nas últimas eleições, de renovar a câmara e o senado que de fato votam e aprovam as leis. Porém, não o fizemos. Continuam os mesmos macacos velhos por lá, salvo algumas exceções. Tantos outros candidatos que defendiam os interesses do povo ficaram para trás. A partir daí, fica extremamente difícil governar e agradar a todos, ou pelo menos, a maioria…

Além do mais, a maioria que defende o movimento “Fora Dilma”, quando questionada sequer sabe argumentar, ou seja, tá na cara que só tá seguindo a modinha… Repito, escrevo como cidadão que está vivendo esta realidade na pele.

Nasci no auge da ditadura, mas não tinha noção do que isso significava. Muito depois tive conhecimento que aconteciam torturas e assassinatos na surdina, nos famosos porões da ditadura. Alguém me argumentava que, naquele tempo, só eram torturados e mortos os rebeldes, os cidadãos de bem eram preservados… Pois eu agradeço aos “rebeldes” por hoje ter a liberdade de poder publicar estas palavras… Agradeço aos rebeldes por hoje termos o direito a greve… Por fim, agradeço aos rebeldes pelo direito à livre manifestação…

E peço àqueles que defendem o caos que respeitem minha opinião e minha livre manifestação como cidadão brasileiro…

Mais uma vez, obrigado aos rebeldes que fizeram história, não se deixaram derrotar pela tirania e nos permitiram ser este povo livre que somos hoje, tendo liberdade, inclusive, de pedir a impugnação da primeira mulher eleita e reeleita presidente deste país…

Quem está certo? Só o tempo dirá…

Márcio Roberto Goes

www.radioativacacador.com.br

www.portalcacador.com.br

www.cacador.net

 

Leave a Comment

Inércia educacional

CAM00253

 Que maravilha… Primeiro dia de aula… Eu estava muito ansioso para rever meus alunos e conhecer os novos… Uma escola não tem razão de ser se estiver vazia e, quando cheia, encontram-se os exemplares mais fantásticos dos seres humanos, os gênios incompreendidos pela sociedade, considerados rebeldes sem causa, chamados de alunos…

Mas antes de encontrar com meus amigos, razão do meu trabalho, observo alguns aspectos do ambiente que mudaram durante as férias e outros que permaneceram na inércia: O telhado continua pela metade na área de recepção, quando chove alaga todo o primeiro piso, parte do segundo e do terceiro. Aliás, no terceiro piso, também faltam telhas, ou estão quebradas, não sei bem, só sei que escorre uma água podre o tempo inteiro que é recolhida por um balde improvisado, deixando o ambiente quase intransitável…

É uma lástima, ver nossa escolinha do coração desse jeito sem poder fazer alguma coisa… O pior é que não é de hoje que acontece isso. O telhado da área de convivência caiu com uma tempestade há mais de três meses… Terminamos o ano letivo de 2014 de forma precária e começamos 2015 sem nenhuma atenção por parte das autoridades…

Dias antes de terminar as férias, nos reunimos, alguns professores, direção e alunos para organizar a escola: Roçamos ao redor, limpamos todos os pisos e paredes, as carteiras foram lavadas, ou seja, fizemos até mais que nossa parte… Mas, cadê aqueles que dizem que fazem?… Na verdade, nossa querida escola só começou o ano letivo graças à sua equipe, pois se dependêssemos da boa vontade dos engravatados, não teria aula, ou estaríamos trabalhando no meio da lama…

Como se não bastasse o odor desagradável de água podre pelos corredores, ainda ficamos sem energia elétrica no terceiro piso, obrigando a remanejar o noturno todo para o segundo piso, arriscando até um apagão, pois se a rede elétrica está comprometida por causa a água, não vai demorar muito para se estender por todo o prédio…

E agora… Até quando vamos com essa situação? Nosso querido Wandão está abandonado… Estamos a mercê de nós mesmos… Nossa sorte é que temos uma equipe de funcionários comprometida com a educação pública e alunos interessados em melhorar seu lugar de estudo, pois se dependêssemos daqueles que foram eleitos, ou nomeados para administrar aquilo que é nosso, estaríamos sem escola…

A escola é nossa… É da comunidade… Pagamos nossos impostos para mantê-la… E para onde vai nosso dinheiro?… Vai parar em obras faraônicas que melhoram o fluxo dos automóveis, mas esquecem os seres humanos que estão ao redor… Para os veículos automotores, tudo… Para a educação, as migalhas…

O Wandão foi vitrine durante a campanha eleitoral… E agora?… Será que temos que esperar até e próxima campanha para resolver o problema, ou pelo menos, mascarar, como vem sendo feito há anos?…

Me desculpem se este texto não teve graça… Coloquei meu coração neste teclado. É por amor à educação pública que desabafo nestas linhas… Só queremos a mesma atenção dada aos automóveis…

A Escola Wanda Krieger Gomes pede socorro, quem pode e deve ajudar, nos dá as costas…

Márcio Roberto Goes


www.radioativacacador.com.br

www.portalcacador.com.br

www.cacador.net

Leave a Comment