Press "Enter" to skip to content

Mês: março 2009

Dias vermelhos

Vermelho: uma cor marcante, primária, cor do sangue, da luta… Para os católicos, mártir e Espírito Santo… para os comunistas, uma bandeira… para os colorados, uma paixão que além do amor pelo Inter, revela uma adversidade com o Grêmio… No semáforo, é sinal de parada, no carro da polícia ou dos bombeiros, a luz rubra vem acompanhada de uma sirene que alerta a população sobre alguma emergência, ou perseguição, além de pedir passagem aos demais motoristas… Quando uma pessoa passa vergonha fica vermelha… Queira ou não queira, o vermelho não é apenas uma cor, mas uma identidade. Representa muito mais que a sensação provoca pela luz nos nossos olhos, é um modo de vida, uma ideologia positiva para alguns, negativa para outros.
 Quando a mulher está completando seu ciclo menstrual, diz-se que ela está “naqueles dias”, ou nos “dias vermelhos”… Neste caso, o rubro indica que não aconteceu o milagre da vida, ou seja, o óvulo não foi fecundado, por isso o organismo reage “vermelhamente”, como protesto contra a infecundidade… Ainda bem que procede assim, já pensou se todo óvulo fosse fecundado? Não haveria espaço para tanta gente neste pequeno planeta já castigado pelo aquecimento global, apesar de ser inocente…
 Tive meu primeiro sobrinho, no auge dos meus nove anos, até os quatorze, vivemos praticamente todo o tempo juntos, atrasei minha infância para vivê-la com ele… Participávamos das mesmas brincadeiras, passeávamos juntos, fazíamos as refeições juntos… Porém, quando comecei a trabalhar em uma empresa madeireira, passava o dia todo fora de casa, só nos encontrávamos na hora do almoço e no fim da tarde por alguns minutos para assistir ao Jaspion na extinta rede Manchete, pois as minhas noites eram dedicadas aos bancos escolares (e continuam sendo até hoje). Logo que ele começou a ser alfabetizado, iniciou o reconhecimento dos números e das cores, já contava no calendário os dias para passarmos mais tempo juntos. Ele sabia que estávamos livres nos dias vermelhos, cor que representa os domingos e feriados na maioria dos calendários… Quando chegava a véspera de um feriado, ele me dava logo a notícia: “Tio, amanhã é dia vermelho, você vai ficar em casa, né?”…
 Ás vezes, sonhamos com dias melhores: azuis, verde-esperança, branco-paz, ou reclamamos dos acontecimentos negros, que nada dá certo, que isso, que aquilo… Porém, frequentemente nos esquecemos de valorizar as pequenas coisas de nossas vidas. Um simples dia vermelho no calendário que para aquela criança entre seus cinco e seis anos, significava momentos felizes, pois estaria mais tempo perto de seu tio querido… Mal sabia ele que aqueles dias vermelhos também me faziam muito feliz, e que lá no fundo de meu coração eu também esperava ansiosamente pela chegada dos domingos e feriados rubros. Nesta minha vida colorida, poucos momentos foram tão despretensiosamente marcantes, quanto aqueles dias vermelhos…

 

Márcio Roberto Goes
www.cacador.net
www.portalcacador.com.br
Jornal Informe, Caçador – SC

1 Comment

Um sonho que pode se transformar em realidade

talentos Hoje, cinco e quarenta e cinco da manhã de sábado, após retornar da balada, um sono “do cão” abatia meus olhos, quase sem sentir os movimentos de minhas pernas de tanto dançar e pular a noite toda, deito na cama sem tirar os sapatos, coisa que não sou acostumado a fazer normalmente…
 Começo a pensar como minha escola seria linda se todos ajudassem na organização… Vejo todos em um “puxirão” … Para quem não sabe o que é puxirão, é quando todos se reúnem para juntos realizarem uma atividade qualquer… Nesse caso, a limpeza da escola…
 Conversamos com o diretor e colocamos nossas ideias na prática. Ele não negou quando pedi para paralisar as aulas durante dois dias a fim de darmos uma “geral” na escola.
 Era tão bonito de ver: uma equipe estava responsável pela limpeza dos papéis, outra já foi carpindo e arrancando os matos, que sem exagero, já alcançavam um metro de altura. Sobrou tempo até para plantar algumas árvores e criar uma área de descanso ao lado do ginásio com mesa e bancos.
 Exausto de tanto trabalhar, deitei no banco que tínhamos construído e acabei caindo… Mas caindo da cama, pois tudo o que falei até agora, não passou de um sonho após a balada de sexta-feira à noite.
 Por mais que tenha sido um sonho, mas essas ideias não me saíram da cabeça e sinceramente, se todos concordassem o diretor não iria se impôr de pararmos dois dias para limpar a escola. Afinal de contas, vai ser útil para nós mesmos e só temos a ganhar com isso. Quem sabe amanhã nossos filhos poderão estar estudando aqui…

Deoclécio de Souza
1ª série 05 matutino
Ensino médio
Curso Técnico em edificações
EEEB Wanda Krieger Gomes
Caçador, SC Brasil

1 Comment

A paz é fruto da justiça

( Tatiane Maiberg de Souza)
tati

As armadilhas colocadas no campo, pestes mortais nas cidades e os perigos causados na natureza provocados pelo ser humano.
 Sem dúvida, os perigos provocados pelo homem são os mais graves: as guerras, a destruição da camada de ozônio, a contaminação atômica, os agrotóxicos, o aquecimento global e a contaminação por germes criados em laboratório.
 O egoísmo e a ânsia de enriquecer a qualquer custo tornaram o homem o ser predador mais perigoso do planeta, esquecendo-se do sentido da palavra hebraica “Shalon” que significa “tudo de bom”, bem estar, felicidade, saúde, segurança e relacionamento harmonioso consigo mesmo.
 Devemos quebrar a sede de vingança perante a sociedade, afinal os direitos das pessoas não foram conseguidos gratuitamente, eles sempre foram conquistados pela coragem na luta, pelo empenho na solidariedade de homens e mulheres que acreditaram nas mudanças e não mediram esforços para realizá-las… O mundo, hoje, com tantas injustiças sociais, desempregos, fome, corrupção, arrasta o ser humano a viver em condições desumanas. Esta realidade nos agride, nos convoca e nos compromete a assumirmos uma ação corajosa em defesa da vida.
 A nossa busca deve prosseguir, a construção de uma sociedade e de um mundo novo somente acontecerá quando cuidarmos primeiramente da realidade que nos cerca: a nossa própria ação.
 A paz é fruto da justiça…

 

Tatiane Maiberg de Souza
2ª série 01 matutino
Ensino médio
EEEB Wanda Krieger Gomes
Caçador, SC  Brasil

Leave a Comment

A escola dos meus sonhos

 

(Salomão Jonas de Lima)

 Creio que todas as escolas têm o mesmo ideal: acolher pessoas que queiram ser alguém melhor futuramente, que tenham uma visão longínqua e ampla sobre o que querem para seu futuro.
 Mas nem todos têm estes pensamentos sobre a vida escolar e acabam deixando de ser pessoas racionais mostrando atitudes um tanto bizarras e transformando a escola… É aquela escola que no começo era toda bonita, que tinha um laboratório, uma biblioteca e até uma pintura nova, sendo a mais bela e formosa do município… Que no começo tinha todos os professores com “gosto” de lecionar.
 Pessoalmente, a escola dos meus sonhos seria assim: não precisava ser grande, nem ter tudo aquilo que todos queriam que tivesse, mas que fosse digna de ser chamada de “escola” e todos vivessem em comum acordo: professores e alunos com o mesmo ideal, um de ensinar, o outro de aprender, respeitando um ao outro com atitudes sinceras. Mostrando que é possível pessoas com as mesmas características humanas mas com patamares diferentes viverem em comunhão dentro de quatro paredes.

salomao
Salomão Jonas de Lima
1ª série 04 noturno
Ensino médio
EEEB Wanda Krieger Gomes
Caçador, SC Brasil

Leave a Comment

Um cristão comunista

 

cristaocomunista1
 Por volta das dez e meia, voltava eu da missa dominical e entrava em meu quarto a fim de me trocar… Sabe, tirar aquela roupa domingueira e pôr a roupa de gente normal ficar em casa… Pois bem, nem terminava de desabotoar minha camisa quando meus cães farejadores de gente anunciavam a presença de algum ser humano desconhecido deles… Fui atender. Eram dois senhores, meia idade, camisa e calça social, óculos, cada um com uma pasta preta, pareciam um tanto cansados, já haviam caminhado um bom tando naquela manhã, um deles tomou a iniciativa de puxar a conversa:
– Bom-dia! Tem um minuto da sua atenção?
 Diante de uma pessoa tão educada, é impossível negar alguns minutos de minha preciosa atenção… Tratavam-se de Testemunhas de Jeová, e estavam falando de Jesus de porta em porta… Ouvi com atenção e conversamos muito mais do que alguns minutos… Ora! Todos sabem que sou Católico Apostólico Romano. Por que então eu devia dar trela para eles?… Bem! Todos sabem também que sou comunista, e entre outros aspectos, os comunistas defendem a pluralidade religiosa.
 Mas é possível existir um comunista cristão? Ou ainda, um comunista Católico Apostólico Romano?… Apesar de muitos líderes da Igreja não acreditarem, é possível sim… e digo mais: O próprio Jesus ensinou muitas coisas que hoje são adotadas pelo comunismo, um grande exemplo disso foi a “multiplicação” dos pães, que nada mais é do que a partilha. Quando todos colocarem em comum o que têm, todos terão muito mais do que o suficiente para sobreviver. Isso tudo os cristãos pregam a todo momento, sejam evangélicos ou Católicos, adeptos da Teologia da Libertação, das CEBs ou da Renovação Carismática… Todos, absolutamente todos pregam a partilha, o comunismo também.
 É bem verdade que, com o decorrer da história, os capitalistas conseguiram deturbar os fundamentos de Marx, tornando-o quase um anti-Cristo, mas isso aconteceu porque haviam muitos gigantes capitalistas que jamais admitiram e jamais admitirão perder parte do capital para partilhar com aqueles que não têm nada. Essa é a luta comunista, colocar tudo em comum, para que todos tenham dignidade e qualidade de vida. Jesus pregou isso há dois milênios… Esse é o sonho da sociedade perfeita… Não quero acreditar que Jesus era Capitalista, e não o era.
 Por fim, gostaria de destacar a importância de se difundir o cristianismo de porta em porta, coisa que muitos católicos não têm coragem, e de recebermos bem estes missionários, fazer a nossa parte, já que a deles está sendo feita. E nesta semana em que o PCdoB completa oitenta e sete anos de Brasil, no mesmo dia do aniversário de Caçador, gostaria de terminar com duas perguntas feitas a mim por um sacerdote quando eu expunha a dificuldade de assumir minha ideologia na Igreja:
 Atualmente, Jesus Cristo escolheria o comunismo, ou o capitalismo?
 Para um cristão, é melhor ser comunista, ou hipócrita?

Márcio Roberto Goes
www.cacador.net
www.portalcacador.com.br
Jornal Informe, Caçador – SC

4 Comments